Pular para o conteúdo principal

ABORDAGEM QUÂNTICA DA MORTE - GISLAINE ASSUNÇÃO




ABORDAGEM QUÂNTICA DA MORTE

A ARTE DA TRANSIÇÃO
ABORDAGEM QUÂNTICA DA MORTE

“VIDA E MORTE SÃO FACES DE UMA
MESMA MOEDA: A EXISTÊNCIA”
  GISLAINE M. D’ASSUMPÇÃO

“MORRER NÃO É UM MOMENTO FIXO.
UM EVENTO ÚNICO EM TODA A MINHA EXISTÊNCIA.
ASSIM COMO VIVER, MORRER É UM EXERCÍCIO DIÁRIO.
VIVER E MORRER SÃO UMA COISA SÓ.
NA CHAMA DA VIDA, ESTÁ A CHAMA DA MORTE.
A ESCOLHA É SÓ MINHA.
POSSO CULTIVAR A DOR DE MORRER A CADA INSTANTE QUE PASSAR OU
O PRAZER DE RENASCER NO MOMENTO SEGUINTE.
A TRISTEZA DE SENTIR AS COISAS TERMINANDO OU
A ALEGRIA DE VER COMEÇAR ALGO DE NOVO.”
GERALDO EUSTÁQUIO DE SOUZA

A MORTE INTRIGA E ASSUSTA OS HOMENS DESDE TEMPOS REMOTOS. A BUSCA DA FELICIDADE ACOMPANHA O SER HUMANO DESDE SEMPRE.
A COMPREENSÃO DO PROCESSO DA MORTE É FUNDAMENTAL PARA A PAZ INTERIOR E A FELICIDADE AUTÊNTICA.
QUEM TEME A MORTE, TEME A VIDA.
 “O MOMENTO DA MORTE É O MAIS ELEVADO MOMENTO DA VIDA”.
JEAN YVES LELOUP.


O HOMEM MODERNO PERDEU A CONEXÃO CONSIGO MESMO E COM O UNIVERSO COMO UM TODO.
O AUTOCONHECIMENTO E O CONHECIMENTO DA REALIDADE EM QUE VIVEMOS, NOS LEVA A UMA VISÃO DE MUNDO QUE ENGLOBA A COMPREENSÃO EXISTENCIAL DA VIDA E DA MORTE.
 A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL  TEM COMO BASE TEÓRICA, A FÍSICA MODERNA, O BUDISMO TIBETANO, A PSICOLOGIA ANALÍTICA DE JUNG E AS TRADIÇÕES SAPIENCIAIS.
ELA SURGIU A PARTIR DAS DESCOBERTAS DA FÍSICA MODERNA. ESTUDA E TRABALHA COM OS DIVERSOS ESTADOS DE CONSCIÊNCIA (VIGÍLIA, SONHO, COMA, TRANSCENDÊNCIA, MORTE, ETC.)
NESTE CONTEXTO, MORTE É CONSIDERADA UM ESTADO DE CONSCIÊNCIA. EXISTEM PESQUISAS CIENTÍFICAS QUE MOSTRAM QUE A CONSCIÊNCIA É INDEPENDENTE DO CORPO FÍSICO.

PARA TER FELICIDADE AUTÊNTICA,
É NECESSÁRIO SE QUESTIONAR E BUSCAR RESPOSTA SOBRE AS QUESTÕES EXISTENCIAIS COMO: O SENTIDO DA VIDA E DA MORTE, O QUE É MORTE, DE ONDE VIM, O QUE ESTOU FAZENDO AQUI, PARA ONDE VOU? ETC.
A FÍSICA QUÂNTICA NOS OFERECE VÁRIAS PROBABILIDADES PARA RESPONDER A ESTAS QUESTÕES.
AS DESCOBERTAS DA FÍSICA MODERNA DETERMINAM A NOSSA VISÃO DE MUNDO. A FÍSICA DENTRE TODAS AS CIÊNCIAS É A QUE NOS OFERECE UMA VISÃO DE   REALIDADE.
A FÍSICA QUÂNTICA NOS FALA DE UM MUNDO EM QUE TUDO É ENERGIA, TUDO É IMPERMANENTE, POIS  TUDO ESTÁ EM CONSTANTE MOVIMENTO.
O TEMPO NÃO É LINEAR, ELE E O ESPAÇO FORMAM UM CONTINUUM, QUE É  A 4ª. DIMENSÃO,

PASSADO, PRESENTE, FUTURO, OCORREM AO MESMO TEMPO, SENDO TUDO UM ETERNO AGORA. VIVEMOS NUM UM MUNDO MULTIMENSIONAL,(JÁ CHEGOU A DETECTAR 11 DIMENSÕES) E SOMOS SERES MULTIMENSIONAIS.
A TEORIA HOLOGRÁFICA DIZ QUE SOMOS PARTE DO TODO, MAS SOMOS TAMBÉM O TODO.(A PARTE ESTA NO TODO E O TODO ESTA NA PARTE).
 NÃO EXISTE SEPARATIVIDADE E O TEMPO É UMA ILUSÃO.

VIVEMOS NUM MUNDO DE ENERGIA, COM DIFERENTES FREQUÊNCIAS VIBRACIONAIS.
PERCEBEMOS AS VÁRIAS DIMENSÕES DE ACORDO COM A NOSSA FREQUÊNCIA CEREBRAL.


                FÍSICA MODERNA

"AS ESTRUTURAS BÁSICAS DO MUNDO MATERIAL SÃO DETERMINADAS PELO MODO COMO OBSERVAMOS ESTE MUNDO; E A REALIDADE É COMPOSTA DE REFLEXOS DOS MODELOS DA MENTE".

           VISÃO HOLÍSTICA - JAN SMUTS

"MATÉRIA, VIDA E MENTE, NÃO SÃO DESCONTINUAS, APARECEM COM SÉRIES
 DO MESMO GRANDE PROCESSO."

            BUDISMO

  NÓS SOMOS O QUE PENSAMOS.
  O MUNDO É MENTAL.
  CONSTRUIMOS O MUNDO COM OS NOSSOS PENSAMENTOS.
            
 EQUAÇÃO DE DAVID BOHN: EXISTE UMA INFORMAÇÃO NO UNIVERSO QUE JULGA TUDO E GUIA TUDO, QUALQUER PARTÍCULA DO UNIVERSO. TUDO É DETERMINADO POR UMA FORÇA INTELIGENTE.
STANILAV GROF DIZ QUE A CONSCIÊNCIA É UM FATO PRIMORDIAL DA EXISTÊNCIA E TUDO PROVÉM DELA. ESTA ABORDAGEM PERMITE COMPREENDER A INFORMAÇÃO COMO PRINCÍPIO UNIFICADOR (CONSCIÊNCIA) QUE CONECTA O UNIVERSO E A TOTALIDADE DO ESPAÇO E TEMPO.
DAVID BOHN TAMBÉM NOS FALA DE UMA ORDEM IMPLÍCITA OU REALIDADE PRIMÁRIA, E DE UMA ORDEM EXPLÍCITA OU REALIDADE SECUNDÁRIA.
EXISTE UM PARALELO ENTRE AS IDÉIAS DE DAVID BOHN E O BUDISMO: AMBOS NASCEM DE UMA VISÃO DA TOTALIDADE. PORTANTO O MEDO DA MORTE PERTENCE AO VELHO PARADIGMA DA SEPARATIVIDADE.
ENSINAMENTOS BUDISTAS
“A MORTE É UM LEMBRETE PODEROSO PARA USARMOS BEM A VIDA”
OS ENSINAMENTOS BUDISTAS SÃO UMA OPORTUNIDADE DE USAR A FORÇA DA MENTE PARA TER CONTROLE SOBRE A VIDA E A MORTE.
O BUDISMO AFIRMA QUE A VIDA E A MORTE ESTÃO NA MENTE E EM NENHUM OUTRO LUGAR.
4 GRANDES ILUSÕES
- ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM O CORPO;
- ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM OS PROCESSOS DE MORTE (EMOÇÃO);
- ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM O EGO;
- ILUSÃO DA SEPARATIVIDADE.

 DO DIA EM QUE NASCEMOS AO DIA EM QUE MORREMOS, NOSSA EXPERIÊNCIA DE VIDA É UMA VERDADE RELATIVA EM CONSTANTE MUDANÇA, QUE CONSIDERAMOS BASTANTE REAL.
A COMPREENSÃO DO PROCESSO DA MORTE E DAS DIFICULDADES QUE ELE ENVOLVE É UM INCENTIVO PARA NOS PREPARARMOS MELHOR PARA A GRANDE PASSAGEM.
A NATUREZA DA VIDA É COMO A DE UM SONHO, A VIDA IRÁ INEVITAVELMENTE MUDAR. ELA NADA MAIS É QUE UM SONHO SE TRANSFORMANDO EM OUTROS SONHOS.
O BUDISMO POSSUI O LIVRO TIBETANO DOS MORTOS QUE É UM MANUAL PARA VIVER  E MORRER BEM.
ELE NOS DIZ QUE NO MOMENTO DA MORTE O QUE CONTA É O QUE FIZEMOS EM NOSSA VIDA E O ESTADO EM QUE SE ENCONTRA A NOSSA MENTE, POIS O ÚLTIMO PENSAMENTO OU EMOÇÃO QUE TEMOS ANTES DE MORRER TEM UM EFEITO DETERMINANTE SOBRE O NOSSO FUTURO IMEDIATO.
OS ENSINAMENTOS BUDISTAS NOS DIZEM QUE A MORTE É UM LEMBRETE PODEROSO PARA USARMOS BEM A VIDA.
MORTE DE BUDA
“É DA NATUREZA DAS COISAS TOMAR FORMAS PARA DISSOLVÊ-LAS DEPOIS. EMPENHE-SE COM TODO O SEU SER PARA ALCANÇAR A PERFEIÇÃO”
                                                                                                             
 BUDA 

O VELHO PARADIGMA DA SEPARATIVIDADE TEM UM GRANDE ALIADO QUE É O NOSSO EGO.
A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL VÊ O EGO COMO UM CONSTRUCTO
 MENTAL, ILUSÓRIO, QUE TEM A TENDÊNCIA DE SOLIDIFICAR A ENERGIA MENTAL NUMA BARREIRA QUE SEPARA O ESPAÇO EM DUAS PARTES: O EU E O OUTRO.
O EGO NÃO É O TODO, PRECISA DISSOLVER-SE CIRCUNSTANCIALMENTE A FIM DE QUE O INDIVÍDUO SE TORNE UNO COM TUDO QUE EXISTE, SENTINDO SEU SER ESSENCIAL, SUA NATUREZA DE SABEDORIA.
EXPERENCIANDO O QUE A TEORIA QUÂNTICA NOS FALA E O BUDISMO NOS DIZ SOBRE A REALIDADE UNIFICADA. 
OS RECURSOS QUE DISPOMOS PARA ATINGIR ESTE NÍVEL DE CONSCIÊNCIA, QUE É UM ESTADO DE CONSCIÊNCIA ONDE A PESSOA SE SENTE UNA COM TUDO E COM TODOS SÀO:

- A PRÁTICA DIÁRIA DA MEDITAÇÃO, QUE ATIVA AS CAMADAS DORMENTES DA NOSSA CONSCIÊNCIA, DESPERTANDO PARA UM ASPECTO MAIS AMPLO E UMA VISÃO MAIS ABRANGENTE DA VIDA.
- A MORTE E RENASCIMENTO DO EGO – PRÁTICA TIBETANA QUE PROPICIA ESTA VIVENCIA.
- CONTATO MEDITATIVO COM A NATUREZA.
- TRABALHO COM SONHOS, ESPECIALMENTE A PRÁTICA DA YOGA TIBETANA DOS SONHOS.
A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL POSSUI RECURSOS TERAPÊUTICOS QUE PROPICIAM DISSOLVER O MEDO DA MORTE, O QUE PROPICIA UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA, SENDO A BASE PARA A FELICIDADE AUTÊNTICA, PORTANTO, O TRABALHO COM A MORTE, PREPARA A PESSOA PARA A VIDA.

                INTELECTO

ATRAVÉS DE INFORMAÇÕES SOBRE A FÍSICA MODERNA, ALGUNS PRINCÍPIOS DO BUDISMO TIBETANO E DE  OUTRAS TRADIÇÕES ESPIRITUAIS, A PESSOA VAI ENCONTRANDO RESPOSTAS PARA AS QUESTÕES EXISTENCIAIS, O SENTIDO DA VIDA.
                      VIVÊNCIA E PRÁTICAS

UTILIZAMOS: MEDITAÇÃO, MANDALAS, TRABALHO COM SONHOS, EXERCÍCIOS DE FANTASIA, DE AMPLIAÇÃO DA CONSCIÊNCIA, VISUALIZAÇÃO CRIATIVA,DESPROGRAMAÇÀO CELULAR, REGRESSÀO E OUTROS RECURSOS QUE AJUDAM A LIDAR COM A VIDA E A MORTE DE UMA MANEIRA MAIS LEVE.
A VIDA É MOVIMENTO, O UNIVERSO ESTÁ CHEIO DE PROBABILIDADES. A REALIDADE É UMA DANÇA CÓSMICA, PRECISAMOS SOLTAR AS AMARRAS DOS CONDICIONAMENTOS, TRAUMAS, MEDOS E FLUIR COM A VIDA, DANÇAR COM ELA.
A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL, ATUA COMO TERAPIA EVOLUTIVA, LEVANDO À PESSOA A UM MERGULHO INTERIOR ONDE ELA ENCONTRA RESPOSTAS PARA QUESTÕES EXISTENCIAIS E É AJUDADA A  DESPROGRAMAR  PADRÕES ANTIGOS DE CONDICIONAMENTO E DOR.
SOB A VISÃO QUÂNTICA DA REALIDADE,  AJUDAMOS A PESSOA A CONECTAR COM SUA VERDADEIRA NATUREZA E COM O UNIVERSO, ASSIM A PESSOA SE SENTE INTEGRADA AO UNIVERSO COMO UM TODO.
É POSSÍVEL QUE A MAIOR CONTRIBUIÇÃO DA PSICOLOGIA TRANSPESSOAL PARA A RENOVAÇÃO DOS CONCEITOS DA PSICOLOGIA CONTEMPORÂNEA, SEJA A ELABORAÇÃO DAS “CARTOGRAFIAS DA CONSCIÊNCIA”.
A CATEGORIA DO ESPAÇO INTERIOR É UMA TENTATIVA DE CLARIFICAR EM PROFUNDIDADE OS PRINCIPAIS ENFOQUES DOS SISTEMAS PSICOLÓGICOS E FILOSOFIAS ESPIRITUAIS TRADICIONAIS, NO SENTIDO DE UMA ABORDAGEM UNIFICADA E AO MESMO TEMPO, DIFERENCIADA DOS NÍVEIS DA PSIQUE HUMANA.
O ESTUDO DA CONSCIÊNCIA SE PROPÕE A OFERECER RECURSOS QUE POSSIBILITEM UMA AMPLIAÇÃO DA MESMA.
PERCEBEMOS A REALIDADE DE ACORDO COM O NOSSO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA, QUE SE CARACTERIZA POR FREQÜÊNCIAS CEREBRAIS. PRECISAMOS COM URGÊNCIA APRENDER A UTILIZAR OS RECURSOS DA NOSSA MENTE PARA EVOLUIR, PARA COMPREENDER MELHOR A REALIDADE QUE SOMOS E NA QUAL VIVEMOS.
SÓ ASSIM TEREMOS CONDIÇÕES DE NOS PREPARAMOS MELHOR PARA A VIDA, E SERMOS FELIZES.
TUDO É VIDA, ENERGIA, FORMAS DIVERSAS DE EXISTÊNCIA.
ALGO QUE NÃO DEFINIMOS EXATAMENTE QUANDO COMEÇOU OU QUANDO TERMINA.
VIDA É UMA SEQÜÊNCIA EVOLUTIVA, ONDE NASCER, MORRER, RENASCER, FAZEM PARTE DE UM MESMO PROCESSO, QUE É ETERNO, INFINITO.
TUDO NA NATUREZA SE TRANSFORMA E A ENERGIA QUE A COMPÕE É ETERNA.
A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL, SURGE NUM MOMENTO DE TRANSIÇÃO E INTEGRAÇÃO DO SABER, NUMA NOVA ETAPA DA CIÊNCIA E DO CONHECIMENTO HUMANO.
LONGE DE SER UMA TEORIA CONCLUÍDA, HERMÉTICA, É AINDA UMA DISCIPLINA. EXTREMAMENTE JOVEM E QUE, SEM DÚVIDA, FAZ PARTE DAS PESQUISAS DE PONTA SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA MENTE HUMANA, COM PERSPECTIVAS EXTREMAMENTE PROMISSORAS,  NOS POSSIBILITANDO UMA NOVA ATITUDE PERANTE A CIÊNCIA E AS RELIGIÕES.
SÃO VÁRIAS AS PROBABILIDADES DE ATINGIRMOS UM ESTÁGIO EVOLUTIVO MAIS CONDIZENTE COM A NOSSA CONDIÇÃO HUMANA, DE SERES MULTIDIMENSIONAIS.
ESTA PERSPECTIVA DE FUTURO NOS FAZ ANTEVER UMA HUMANIDADE FRATERNA, UNIDA NO AMOR, VIVENDO EM COOPERAÇÃO AMOROSA, VIVENDO EM HARMONIA COM TUDO E COM TODOS, SEM MEDOS, SEM VIOLÊNCIAS, TRANSFORMANDO ESTE PLANETA, NO MELHOR LUGAR DO UNIVERSO PARA SE VIVER EM PAZ, HARMONIA E RESPONSABILIDADE UNIVERSAL.

MUDAR O OLHAR
MUDAR O MUNDO É MUDAR O OLHAR.
É ALTO OLHAR, ALTAR DO OLHAR.
É OUSAR VIVER,
É VIVER NO OUSAR.
É AMAR VIVER,
É VIVER PARA AMAR.
SÓ ENTÃO PARTIR,
PARA O GRANDE OLHAR
ROBERTO CREMA
COMO UMA ONDA
(Zen – Surfismo)
Lulu Santos e Nelson Motta
NADA DO QUE FOI SERÁ
DE NOVO DO JEITO QUE JÁ FOI UM DIA
TUDO PASSA
TUDO SEMPRE PASSARÁ
A VIDA VEM EM ONDAS
COMO O MAR
NUM INDO E VINDO DO INFINITO
TUDO QUE SE VÊ NÃO É
IGUAL AO QUE A GENTE VIU A UM SEGUNDO
TUDO MUDA O TEMPO TODO NO MUNDO
NÃO ADIANTA FUGIR
NEM MENTIR PRA SI MESMO
AGORA
HÁ TANTA VIDA LÁ FORA
AQUI DENTRO, SEMPRE
COMO UMA ONDA NO MAR!
“VER O MUNDO NUM GRÃO DE AREIA E O CÉU NUMA FLOR SILVESTRE, TER O INFINITO NA PALMA DAS MÃOS E TODA ETERNIDADE NUMA HORA”
                                                                         
 BLAKE

“O AMANHÃ NÃO SE SABE
VIVA O AGORA
ANTES QUE O DIA ACABE.”
“PAREMOS DE INDAGAR O QUE O FUTURO NOS RESERVA E RECEBAMOS COMO UM PRESENTE O QUE QUER QUE NOS TRAGA O DIA DE HOJE.”
                                                                          HERÁCLITO
“OS MISTÉRIOS DA VIDA SÃO INSONDÁVEIS.
PODEMOS ENTENDER PARTES DE UM TODO INCOMENSURÁVEL”.
“ONDE AS ESTRADAS SÃO CONSTRUÍDAS, EU PERCO O MEU CAMINHO”.

TERMINALIDADE E ESPIRITUALIDADE

“O momento da morte é o mais elevado momento da vida”.
Jean Yves Leloup

O homem moderno não tem consciência de sua natureza total, não tem consciência do universo como um todo.
Ele sofre de um condicionamento básico da nossa cultura, que é a ignorância da sua verdadeira natureza, perda do sentido de sua origem divina.
O homem moderno vive 4 grandes ilusões da realidade:1. Ilusão da identificação com o corpo;
2. Ilusão da identificação com os processos de morte;
3. Ilusão da identificação com o ego;
4. Ilusão da separatividade.
Esta última a meu ver é a que dificulta mais viver a terminalidade com serenidade, pois ela gera medo, medo do abandono, medo da separação, medo da dor, medo das perdas e muitos outros medos.
Trabalhamos com a Psicologia Transpessoal, que surgiu com as descobertas da Física Moderna, a sua teoria da relatividade, holograma, física quântica e outras descobertas.
A Psicologia Transpessoal possui bases teóricas na Física Moderna, na Psicologia Budista Tibetana, na Psicologia de C. G. Jung e na Psicologia Humanista de A. Maslow.
Ela se interessa particularmente pelo estudo dos Estados de Consciência e a morte é considerada com um outro estado de consciência. Possui recursos que permitem trabalhar o medo da morte preparando melhor as pessoas para a vida. Este trabalho oferece uma parte teórica e outra vivencial, abrangendo o tema Morte em seus variados aspectos. Apresenta uma metodologia específica para o atendimento ao paciente grave e seus familiares, pessoas que perderam entes queridos e prevenção de suicídio. Técnicas utilizadas: Meditação, trabalho com Sonhos, Mandalas, Visualização Criativa, Perdão, desenvolvimento de Força de Vontade, e outros.
Trabalhar construtivamente com a Fenomenologia da Morte, beneficia diretamente a qualidade de vida tanto dos profissionais que lidam diretamente com o sofrimento e a morte, como de seus pacientes, proporcionando um complemento indispensável aos cuidados médicos convencionais.
Sob a visão da Psicologia Transpessoal, não há separatividade, fazemos parte de um todo e somos também este todo (Teoria Holográfica: O todo está nas partes e as partes estão no todo).

Vivemos num universo multidimensional.
Existem várias dimensões.
Estas outras dimensões além da 3ª.,  compõem o mundo sutil, ou realidade primária ou mundo espiritual.
Trabalhamos com a consciência, que numa linguagem das tradições espirituais chamamos de espírito. O trabalho consiste em ampliar a consciência, levando a uma compreensão da realidade que vai além da realidade percebida pelos nossos 5 sentidos.
No confronto com a morte, seja diante de um diagnostico de doença grave, seja pelo envolvimento em acidentes ou pela perda de um ente querido, é inevitável o questionamento sobre o sentido da vida, de onde viemos, o que viemos fazer aqui e para onde vamos.
Antes das descobertas da Física Moderna, as respostas a estas questões existenciais eram encontradas nas tradições espirituais. Hoje a ciência já nos dá muitas “pistas”.
Os físicos modernos hoje admitem que existe uma informação no universo que julga tudo e guia tudo, qualquer partícula no universo, isto é, existe uma inteligência que dirige o universo.
Fritjoj Capra define espiritualidade como o modo de consciência no qual nos sentimos conectados com o cosmo como um todo.
Estas informações nos possibilitam compreender um pouco mais dos mistérios da vida e ajuda as pessoas a encontrar respostas a seus questionamentos existenciais, ampliando a consciência o que leva a paz interior.
Na maioria das pessoas estas questões, surgem no confronto com a morte, é onde a Tanatologia pode dar sua contribuição, guiando a pessoa pela sua via interior a encontrar  dentro de si respostas coerentes com suas crenças.
As tradições espirituais (religiões) falam de realidade, material e espiritual. Podemos através da Psicologia Transpessoal, conhecer estas realidades não só intelectualmente, mas também experencialmente.
Para tanto, temos recursos como a meditação, técnica de visualização criativa, jornada de fantasia,  trabalhos com sonhos e outros.
Stanislav Grof, psiquiatra tcheco, um dos precursores da Psicologia Transpessoal, diz que a consciência é um fato primordial da existência e tudo provém dela. Esta abordagem permite compreender um pouco mais o mundo que chamamos de espiritual e os cientistas de realidade primária, a realidade secundária é a terceira dimensão que conseguimos apreender com nossos 5 sentidos.
Estes conceitos são semelhantes aos conceitos religiosos que dizem que o mundo espiritual, determina o mundo material.
Para a Física Moderna, tudo é energia, assim o diz a famosa fórmula de Eisntein: E=M.C2.
Portanto, o que os cientistas chamam energia, os místicos chamam de espírito ou consciência.
Espírito significa vida e vida significa mudança. A morte segundo a Psicologia Transpessoal é uma mudança de estado de consciência, a vida continua, sempre em movimento.
Leonardo Boff fala que a espiritualidade não é monopólio das religiões nem dos caminhos espirituais codificados. A espiritualidade é uma dimensão de cada ser humano.
Essa dimensão espiritual que cada um de nós tem, se revela pela capacidade de diálogo consigo mesmo e com o próprio coração, se traduz pelo amor, pela sensibilidade, pela compaixão, pela escuta do outro, pela responsabilidade e pelo cuidado como atitude fundamental.
Espiritualidade tem a ver com experiência e não com doutrina ou dogma.
A espiritualidade vive da gratuidade e da disponibilidade, vive da capacidade de enternecimento e de compaixão, vive da honradez em face à realidade e da escuta da mensagem que vem permanentemente desta realidade.
Quebra a relação de posse das coisas para estabelecer uma relação de comunhão com as coisas. Mais do que usar, contempla.
Há dentro de nós uma chama sagrada coberta pelas cinzas do consumismo, da busca de bens materiais, de uma vida distraída das coisas essenciais. É preciso remover tais cinzas e despertar a chama sagrada. E então irradiaremos, seremos como um sol.

“Espiritualidade é aquilo que produz no ser humano uma transformação”
Dalai Lama

O aspecto energético do espírito vem sendo levantado por este novo ramo da psicologia (Psicologia Transpessoal).
Falar em energia espiritual corresponde a identificar o espírito com a energia em geral. Isto implica num conceito unitário da energia.
Existe um paralelo entre as idéias de David Bohn e o Budismo – ambos nascem de uma visão de totalidade.
O budismo diz que a vida e a morte estão na mente e em nenhum outro lugar.
Os ensinamentos budistas são uma oportunidade de aprender e usar a força da mente para ter controle sobre a vida e a morte.
Do dia em que nascemos até o dia em que morremos, nossa experiência de vida é uma verdade relativa em constante mudança, que consideramos bastante real.
Todo sofrimento vem na verdade do fato de não conhecermos nossa verdadeira natureza e do apego e aversão, que são subprodutos da nossa ignorância.
O critério que podemos utilizar para compreender a realidade é a permanência. Se algo é permanente, é verdadeiro. Se é impermanente, não  é verdadeiro, pois vai desaparecer. Em breve será apenas uma lembrança.
Entre os recursos oferecidos pela Psicologia Budista Tibetana, temos o Livro Tibetano dos Mortos que desperta a prática espiritual, encoraja a abandonar o apego, não ceder ao desejo ou a raiva, o cultivar a bondade e  nem mesmo pensar em ações negativas.
No momento da morte, duas coisas contam: o que fizemos em nossa vida e o estado em que nossa mente se encontra.
No momento da morte, livre-se do apego e da aversão. Mantenha pura sua mente. O último pensamento ou emoção que temos antes de morrer tem um efeito determinante e extremamente poderoso no nosso futuro imediato. Pois determina um padrão vibratório que pode ser elevado ou denso.
Práticas para o momento da morte, temos: o livro Tibetano dos Mortos, ritual dos enfermos, prática de Phowa – transferência da consciência.
A igreja católica oferece vários recursos para o momento da morte além do ritual da unção dos enfermos temos a dormição que propicia a possibilidade de abrir a porta do corpo mortal para ter acesso ao jardim da alma.
A dormição tem 7 estágios:
1. Compaixão – abertura do coração que torna a pessoa capaz de escutar, sem angústia, as angústias dos outros.
2. Invocação ou Evocação – visualizar ou dizer um nome que represente um arquétipo de plenitude e de paz.
3. Unção com óleo sagrado.
4. Escuta – confissão.
5. Perdão – vá em paz.
6. Comunhão.
7. Contemplação – escuta de cânticos ou músicas sagradas.
O tanatólogo acompanha o paciente em seus questionamentos e necessidades.
Como somos ajudados a nascer, precisamos ser ajudados também para morrer.

Morrer não se improvisa, a preparação para o momento da morte acontece em cada instante de nossa existência.
A vida é apenas um momento, um encontro, um passar. E então ela se vai. Se você compreende isso, não há tempo para brigas, não há tempo para discussões, não há tempo para nos machucarmos uns aos outros.
Os ensinamentos budistas nos dizem que a morte é um lembrete poderoso para usarmos bem a vida.
“É minha aspiração que toda influência positiva  que estes ensinamentos possam ter sobre a mente de vocês, expandam-se como ondas puras de compaixão em direção a todos os outros seres”. Chagdun T. Rinpoche
No momento de sua morte, Buda disse:
“É da natureza das coisas tomar formas para dissolvê-las depois. Empenhe-se com todo o seu ser para alcançar a perfeição”.  Buda
Concluímos que integrar os questionamentos existenciais e a espiritualidade no trabalho de Tanatologia, leva a resultados surpreendentes, onde os pacientes alcançam um estado de serenidade que repercute favoravelmente em todas as áreas de sua vida.

“A busca da liberdade...
Liberdade de voar até aquele infinito lá fora, para se dissolver,  para ser como a chama de uma vela que, mesmo diante da luz de um bilhão de estrelas permanece intacta porque jamais pretendeu ser mais do que é, uma simples vela”.
Dom Juan

O MISTÉRIO DA MORTE


O QUE OS MÍSTICOS E AS ESCOLAS DE MISTÉRIO DA ANTIGUIDADE REVELAM SOBRE O ATO DE MORRER
4 GRANDES ILUSÕES
1. ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM O CORPO
2. ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM OS PROCESSOS DE MORTE – EMOÇÃO.
3. ILUSÃO DE IDENTIFICAÇÃO COM O EGO.
4. ILUSÃO DA SEPARATIVIDADE.
SOMOS – E = MC2.
• PERDEMOS O SENTIDO DE ORIGEM DIVINA.
• PERDEMOS NOSSA CONSCIÊNCIA DE ONIPRESENÇA
• PERDEMOS NOSSA ONIPOTÊNCIA ORIGINAL.
HOMEM MODERNO
• NASCE SEM SEU CONHECIMENTO.
• MORRE INCONSCIENTE.
• É ESCRAVO DAS CIRCUNSTÂNCIAS EXTERNAS.
HOMEM MODERNO
• NÃO TEM CONSCIÊNCIA DE SUA NATUREZA TOTAL.
• NÃO TEM CONSCIÊNCIA DO UNIVERSO COMO UM TODO.
• CARECE DA CONSCIÊNCIA DE DEUS.
IGNORÂNCIA
• CONDICIONAMENTO BÁSICO – A IGNORÂNCIA DA NOSSA VERDADEIRA NATUREZA.
MORTE – MOMENTO ETERNO
• EXISTE UMA CIÊNCIA DA MORTE, UM MODO CORRETO DE MORRER.
• EXISTE UMA ARTE DE MORRER.
ARTE DE MORRER
• CONHECIMENTO DOS VÁRIOS “CORPOS”.
• CONHECIMENTO DOS 3 ÁTOMOS PRIMORDIAIS PERMANENTES.
• CONHECIMENTO DE CHAKRA, KUNDALINE, SUSHUMA E SUTRAMA.
• REGISTROS AKÁSHICO.
OS CORPOS
• FÍSICO
• DUPLO ETÉRICO
• ASTRAL INFERIOR
• ASTRAL SUPERIOR
• MENTAL INFERIOR
• MENTAL SUPERIOR (EU SUPERIOR OU CORPO CAUSAL)
• CORPO BUDICO
FORÇA PRÂNICA VITAL
COMO UMA ESPONJA QUE CONTÉM OS REGISTROS INDIVIDUAIS IMERSA NO PLANO UNIVERSAL.
REGISTROS AKÁSHICO
CONTÉM REGISTRO CÓSMICO DO SER.
3 CANAIS VITAIS
1. IDA – CANAL FEMININO
2. PINGALA – CANAL MASCULINO (COMEÇAM NA BASE DE CADA NARINA)
3. SUSHUMA E SUTRATMA – CANAL DAS DUAS ENERGIAS – (COMEÇA NO CHAKRA RAIZ)
KUNDALIN
• FOGO DIVINO NO HOMEM – CENTELHA DO FOGO DIVINO.
• É UMA ESPIRAL DINÂMICA DE PODER PSICO-ESPIRITUAL.
POSIÇÃO PARA MORRER
• MÃO ESQUERDA DESCANSA NA COXA ESQUERDA
• MÃO DIREITA SOB O QUEIXO
• PERNAS ESTENDIDAS E LEVEMENTE DOBRADAS.
POSTURA DO LEÃO ADORMECIDO
• BLOQUEIA-SE OS CANAIS SUTIS E FACILITA O RECONHECIMENTO DA CLARA LUZ.
• AJUDA A CONSCIÊNCIA A DEIXAR O CORPO PELA ABERTURA DA CABEÇA.
PROCESSO DA MORTE
• A COMPREENSÃO DOS FENÔMENOS FÍSICOS, PERCEPTIVOS E MENTAIS É MUITO ÚTIL. O PROCESSO É MUITO DIFÍCIL.
• MORRER – FUNÇÕES DO CORPO PERDEM A FORÇA – CHAKRAS SÃO DESATIVADOS.
PROCESSO DA MORTE
• OS MEMBROS RESFRIAM – A MENTE FICA AGITADA
• SENSAÇÃO DE PRESSÃO – SONOLÊNCIA – LUZES TRÊMULAS, MIRAGENS.
• SECURA NA BOCA, NARIZ, GARGANTA E OLHOS.
3 ÁTOMOS PRIMORDIAIS PERMANENTES
SÃO O LIVRO DA VIDA, OU LIVRO DO JULGAMENTO, CONTÉM O SEU REGISTRO AKÁSHICO.
ESTÃO LOCALIZADOS AO LONGO DO CORDÃO DE PRATA.
ÁTOMO PRIMORDIAL ASTRAL E MENTAL
• QUALIDADES DAS EMOÇÕES
• PERMITE CONTROLAR O FUTURO.
• ÁTOMO PRIMORDIAL DO CORAÇÃO – CONHECIMENTO DO PASSADO.
ÁTOMO PRIMORDIAL EMOCIONAL
• LOCALIZA-SE NO PLEXO SOLAR.
• CONTÉM QUALIDADES DAS EMOÇÕES DE FRAQUEZA E FORÇA DE CARÁTER.

ÁTOMO PRIMORDIAL DO CORAÇÃO
• CONTÉM O REGISTRO TOTAL DO PASSADO – FÍSICA – MENTAL E EMOCIONAL. SEU REGISTRO É VISUAL.
• “AQUILO QUE UM HOMEM PENSA EM SEU CORAÇÃO, ASSIM ELE É”.
ÁTOMO PRIMORDIAL MENTAL
• LOCALIZA-SE NA GLÂNDULA PINEAL.
• REGISTRO DE TODOS OS PENSAMENTOS EM TODAS AS ERAS PASSADAS.
• IMPORTANTE – QUE ESTE ÁTOMO REGISTRE ENERGIA AMOROSA NA HORA DA MORTE.
NASCIMENTO
• FECUNDAÇÃO – “PLASMA ESPACIAL” – CONTÉM 4 ÉTERES FÍSICOS SUPERIORES – ACHA-SE DISPERSO POR TODO O CORPO FÍSICO – REGISTRO CÁRMICO.
• MORTE – DEIXA O CORPO FÍSICO E O ENVÓLUCRO ETÉRICO.
• NASCIMENTO – A ALMA PRENDE-SE AO CORPO.
• MORTE – A ATRAÇÃO ELETRO MAGNÉTICA CESSA – LIBERTAÇÃO DA ALMA = MORTE.
CONCEPÇÃO IMACULADA
• CASAMENTO SUPERIOR.
• KUNDALINE FEM.  (O ESPÍRITO SANTO)
• KUNDALINE MASC. (O PAI)
NOVO NASCIMENTO
• FORMA ESPIRITUAL RECÉM NASCIDA – DURA DE 1 A 15 HORAS.
• SÓ ENTÃO SE DESPRENDE O ÁTOMO PRIMORDIAL DO CORAÇÃO.
• ELE LEVA CONSIGO O FILME DE TODA A ENCARNAÇÃO.
MOMENTO DA MORTE
• HABITUALMENTE – ÁTOMO PRIMORDIAL DO PLEXO SOLAR PARTE PRIMEIRO (CURA A DOR).
• MORTE CLÍNICA – DURA DE 6 MIN. A ½ HORA.

VALE DO JULGAMENTO
• É O ESTÁGIO MAIS BAIXO E FINAL DO BARDO.
• CADA PESSOA É SEU PRÓPRIO JUIZ.
TESTAMENTO DE VIDA
• QUER QUE DESLIGUE OS APARELHOS...
• NÃO SER DOPADO NA HORA DA MORTE, ETC.
• COMO QUER SER TRATADO.
USO DE DROGAS
BLOQUEIAM A CONSCIÊNCIA,  PODEM ALTERAR OS DETALHES MAIS IMPORTANTES DESTE MOMENTO.
PODE IMPEDIR A CONSCIÊNCIA DE ENXERGAR A CLARA LUZ.
DROGAS POSITIVAS
ALIVIAM A DOR E NÃO IMPEDEM A EXPERIÊNCIA:
• COQUETEL DE BROMPTON
• ZENEPERIN
MORTE CLÍNICA
• O PROCESSO DURA DE 6 MIN. A ½ HORA.
•  O ÁTOMO DO CORAÇÃO AINDA NÃO SE LIBERTOU, ½ HORA DEPOIS DA MORTE CLÍNICA.
• OCORRE A FORMAÇÃO DA FORMA ETÉRICA, DE ACORDO COM DESEJOS E PENSAMENTOS.
• DURAÇÃO DE 1 A 15 HORAS.
• NASCIMENTO – SEMENTE MASCULINA – NO CHAKRA CORONÁRIO.
• NASCIMENTO – SEMENTE FEMININA – NO UMBIGO
TRANSIÇÃO DA MORTE AO
RENASCIMENTO – BARDO
• MORTE – A SEMENTE FEMININA SOBE PARA O CORAÇÃO
•  A SEMENTE MASCULINA DESCE PARA O CORAÇÃO.
• O ENCONTRO DAS DUAS ENERGIAS – CLARA LUZ – ILUMINAÇÃO PLENA NO MOMENTO DA MORTE. SE NÃO OCORRER, ENTRA-SE NO BARDO DO VIR-A-SER – EXPERIÊNCIA DO CARMA NEGATIVO É INTENSA.
RITUAIS X COSTUMES ANTIGOS
• IMPORTÂNCIA DAS VELAS E DAS FLORES NO VELÓRIO.
• FOGO E PERFUME AJUDAM A PESSOA NA PASSAGEM PARA OUTROS NÍVEIS DE CONSCIÊNCIA.
• INTERAÇÃO ENTRE NÓS E OS REINOS.
• COOPERAÇÃO.
• FLORES OFERECEM ENERGIA.

LIVRO TIBETANO DOS MORTOS
UNÇÃO DOS ENFERMOS DA IGREJA CATÓLICA
• O CORPO HUMANO É COMO O BARDO, NO QUAL, UTILIZANDO A MENTE PURIFICADA COMO REMO, O HOMEM, PASSA PARA A OUTRA MARGEM DO OCEANO DA EXISTÊNCIA.
BIBLIOGRAFIA
• OS MISTÉRIOS DA MORTE - ED. PENSAMENTO - CHARLEY

HISTÓRIA DA MORTE
PALESTRA DRA. GISLAINE MARIA D’ASSUMPÇÃO

IMAGENS DA MORTE
DA PRÉ-HISTÓRIA A HISTÓRIA DA ANTIGUIDADE – (40.000 AC – 1AC)
NA PRÉ-HISTÓRIA
O HOMO-SAPIENS – “O HOMEM QUE SABE” – É ASSIM DENOMINADO POR PERCEBER SEU DESTINO MORTAL.

MESOPOTÂNIA
A PRIMEIRA  CIVILIZAÇÃO DA ANTIGUIDADE, NA MESOPOTÂNIA, CRIA A ESCRITA COM A QUAL LEGA A PEIMEIRA REFLEXÃO EXPRESSA SOBRE A BUSCA DA IMORTALIDADE.
EGITO
OS EGÍPCIOS ATRAVÉS DO LIVRO DOS MORTOS  DEIXAM O DOCUMENTO DE UMA VIDA PREPARADA PARA UMA MORTE MIGRATÓRIA NO MUNDO DOS DEUSES OU PARA UMA REENCARNAÇÃO.
ÍNDIA
A ÍNDIA REVERÊNCIA UM PROCESSO CÓSMICO CÍCLICO E DUAL DO QUAL O HOMEM PARTICIPA PLENAMENTE.

EXTREMO ORIENTE
NO EXTREMO ORIENTE, A DIALÉTICA DOS OPOSTOS PRECONIZADA PELO TAO CHINÊS E A BUSCA DO VAZIO ÚLTIMO DO BUDISMO ZEN CONSIDERAM A MORTE COMO UMA FUSÃO CÓSMICA ATINGÍVEL EM VIDA.
ORIENTE MÉDIO
NO ORIENTE MÉDIO, O CAMINHO ESPIRITUAL SE FAZ PELO CONHECIMENTO E O DESAPEGO.  A MORTE É O MOMENTO DE UNIÃO NO MUNDO SAGRADO DA NÃO FORMA.
NAS AMÉRICAS
AS CIVILIZAÇÕES  PRÉ-COLOMBIANAS NÃO TEMEM A MORTE PESSOAL, MAS SIM, A MORTE CÓSMICA, E PRATICAM SACRIFÍCIOS HUMANOS PARA RENOVAR A FORÇA DOS SEUS DEUSES E DOS ASTROS.
NAS AMÉRICAS
OUTROS POVOS DA AMÉRICA LATINA RITUALIZAM O CANIBALISMO PARA SE APROPRIAR DA FORÇA DO INIMIGO VALENTE.
NO OCIDENTE – ETRUSCOS
E OUTROS POVOS PRÉ-HELÊNICOS TÊM UMA CONVIVÊNCIA CONSTANTE E SEM CONFLITO COM A MORTE E OS MORTOS E CONSIDERAM O REINO DO ALÉM, O HADES, COMO ENSOLARADO E AMENO.

GRÉCIA
A NOVA RELIGIÃO DOS GREGOS TRAZ UMA SOMBRA SOBRE O REINO DO HADES, RESERVANDO O OLIMPO ALEGRE SOMENTE PARA OS HERÓIS.
A HISTÓRIA DA MORTE NO MUNDO OCIDENTAL:
DO COMEÇO DO CRISTIANISMO AO RENASCIMENTO (SÉCULO I À XV).
AS SEPULTURAS
• ROMA ANTIGA – CADA INDIVÍDUO TINHA UM LOCAL E UMA INSCRIÇÃO.
• POR VOLTA DO SÉC. XV – TORNARAM-SE ESCASSAS SEPULTURAS ANÔNIMAS.
• A PARTIR DO SÉC. XII – REENCONTRAM-SE AS INSCRIÇÕES FUNERÁRIAS QUE HAVIAM DESAPARECIDO DURANTE 800 A 900 ANOS. COM A INSCRIÇÃO APARECE A ESTÁTUA.
• SÉC. XV111 AS PLACAS DE INSCRIÇÕES TORNAM-SE CADA VEZ MAIS NUMEROSAS.
ATITUDE DIANTE DA MORTE
• MAIS ANTIGA – É DE RESIGNAÇÃO, MORREMOS TODOS.
• SÉC. XII – A MORTE DE SI MESMO.
• SÉC. XVIII – NOVO SENTIDO: EXALTA E DRAMATIZA A MORTE - CULTO DOS TÚMULOS.
“A MORTE DE SI MESMO”
NO SÉCULO XII, A INTRODUÇÃO DA POSSIBILIDADE DE PURIFICAÇÃO PELO PURGATÓRIO, MARCA A IMPORTÂNCIA DO MOMENTO DA MORTE E O COMEÇO DA CONSCIÊNCIA INDIVIDUAL DA MORTE.
SÉCULO XII – XV
• RECONHECIMENTO POR PARTE DE CADA INDIVÍDUO DE SUA PRÓPRIA BIOGRAFIA.
• APEGO APAIXONADO ÀS COISAS E SERES.
A MORTE TORNOU-SE O LUGAR EM QUE O HOMEM MELHOR TOMOU CONSCIÊNCIA DE SI MESMO.

IDADE MÉDIA
• APESAR DA FAMILIARIDADE COM A MORTE, TEMIAM A PROXIMIDADE DOS MORTOS.
• HONRAVAM AS SEPULTURAS.
• OBJETIVOS DOS CULTOS FUNERÁRIOS ERA IMPEDIR QUE OS DEFUNTOS VOLTASSEM PARA PERTURBAR OS VIVOS.
MUNDO DOS VIVOS SEPARADO DO MUNDO DOS MORTOS.
CEMITÉRIOS FORA DAS CIDADES.
IDADE MÉDIA
• A MORTE ERA ESPERADA NUM LEITO.
• ERA UMA CERIMÔNIA PÚBLICA, ORGANIZADA

MORTE E SEXO
IDADE MÉDIA – MORTE LIBERADA X SEXO REPRIMIDO
SEC. XXI – MORTE REPRIMIDA X SEXO LIBERADO.

LUTO
FIM DA IDADE MÉDIA (SÉC. XVIII) – FINALIDADE DUPLA – FAMÍLIA MANIFESTAR SUA DOR, E DEFENDER O SOBREVIVENTE.
SÉC. XIX – EXAGERO NO LUTO – MAIOR DIFICULDADE DE ACEITAR A MORTE.
SÉC. XX – ELIMINA-SE O LUTO.
A CONTRA-REFORMA CATÓLICA LANÇA MÃO DE TODA A SEDUÇÃO DAS REPRESENTAÇÕES DO MUNDO DIVINO, A FIM DE ARREBATAR AS ALMAS COM O PODER DA SUA “VERDADE”.

IMAGENS DA MORTE
A DESACRALIZAÇÃO DA MORTE E O CULTO À MORTE DO OUTRO
EM REAÇÃO À FRIEZA PATRIÓTICA, OS ROMÂNTICOS EXALTAM UMA VISÃO SENSÍVEL, PESSOAL E MARGINALIZADA DA VIDA E INTRODUZEM O CULTO SAUDOSO AOS MORTOS E AOS CEMITÉRIOS.
EM REAÇÃO CONTRA OS ABUSOS RENASCENTISTAS, A REFORMA PROTESTANTE DIVIDE A EUROPA CATÓLICA. AS GUERRAS DE RELIGIÃO ESTREMECEM AS CONVICÇÕES SECULARES DA FÉ CRISTÃ.
NO FINAL DO PERÍODO MEDIEVAL, AS CRUZADAS, A INQUISIÇÃO E O HORROR DA PESTE NEGRA CONFRONTAM A TAL PONTO A SOCIEDADE QUE ACABAM  POR EXACERBAR O SENTIMENTO DE TRIUNFO DA MORTE, NO SEU ASPECTO MAIS MACABRO.
HISTÓRIA DA MORTE NO OCIDENTE
A MORTE DOMADA
CAVALEIROS NA IDADE MÉDIA ERAM ADVERTIDOS DA SUA MORTE. SABENDO DO FIM PRÓXIMO, O MORIBUNDO TOMAVA SUAS PROVIDÊNCIAS: PERDÃO – PROVIDÊNCIAS LEGAIS.
FIM DA IDADE MÉDIA
CEMITÉRIOS PASSARAM PARA OS PÁTIOS DAS IGREJAS.

SENTIDO  ERÓTICO
A PARTIR DO SÉC. XVIII – LITERATURA MACABRA.
SEC. XVIII – MUDANÇA  PARA IDÉIA ROMÂNTICA E BELA.
AO LONGO DA IDADE MÉDIA, A IGREJA CATÓLICA SE EMPENHA EM REAFIRMAR À SOCIEDADE A SUA META DE SALVAÇÃO ETERNA,  PRECONIZANDO UMA VIDA DE BOAS OBRAS, COM A RECOMPENSA DO PARAISO OU O CASTIGO DO INFERNO.
DOS ESTADOS MODERNOS AO ROMANTISMO (SÉC. XVI À XIX)
AS GUERRAS DE FÉ
MORTE INTERDITA
ARS MORIENDI (A ARTE DE MORRER)
SURGIU NA IDADE MÉDIA.
DIVIDEM-SE EM – ARS VIVENDI
                                ARS MORIENDI

ARS VIVENDI

CONTEMPLAÇÃO DA MORTE QUE CONDUZ AO DESAPEGO.
“MORTE CERTA, HORA INCERTA”.
MOMENTO MORE – RECORDAÇÃO DA MORTE
MEDITAÇÃO SOBRE A DECOMPOSIÇÃO DO CORPO

DA ERA INDUSTRIAL À ERA ATÔMICA (SÉC. XIX À XXI)

MORTE INTERDITA

SÉC. XIX – TENTA-SE POUPAR A PESSOA DA GRAVIDADE DE SEU ESTADO.
A MORTE INTERDITA
A CORRIDA ARMAMENTISTA DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL DESEMBOCA NA TERRÍVEL ERA ATÔMICA, ONDE A AMEAÇA  CONSTANTE DE UMA MORTE EM MASSA PULVERIZA TODA E QUALQUER CERTEZA DE VIDA E DE SOBREVIDA.

RITOS DA MORTE

1930, 1950 – A MORTE MUDOU DE LUGAR, MORRE-SE NOS HOSPITAIS E NÃO EM CASA. MUDANÇA DOS RITUAIS.
DOR DEMASIADA – NÃO INSPIRA PENA, MAS REPUGNÂNCIA – SINAL DE PERTURBAÇÃO MENTAL.
PÓS – GUERRA
A ARTE PÓS-GUERRA REGISTRA A FRAGMENTAÇÃO DO HOMEM, SEU MERGULHO NO ENTORPECIMENTO CONSUMISTA, SUA ROBOTIZAÇÃO, LEVANDO-O AO SACRIFÍCIO DE SI MESMO E DE SEU MEIO AMBIENTE.

RITUAIS

SUBSTITUIÇÃO DOS ELEMENTOS NATURAIS POR ARTIFICIAIS.
ELIMINA-SE O LUTO.
MORTE MODERNA
TANATOPRAXIS

AGENTES FUNERÁRIOS – SEGUROS – CEMITÉRIOS MODERNOS.
NOVAS PERSPECTIVAS
DIANTE  DO IMPASSE APOCALÍPTICO, DESPONTAM PROCURAS DE REINTEGRAÇÃO CÓSMICA.

ESPIRITUALIDADE E TANATOLOGIA PDF Imprimir E-mail
ESPIRITUALIDADE E TANATOLOGIA
Gislaine Maria D’Assumpção
TANATOS = MORTE
LOGIA = ESTUDO

“A Terapia iniciática implica que se guie o homem pela sua via interior, no mesmo sentido em que os mestres da verdadeira vida o fizeram durante milênios. Hoje, o terapeuta que quer estar em condições de responder aos sofrimentos mais fundamentais, não tem outra escolha a não ser preparar-se para esta tarefa.”
                                                                      Karlfried Graf Durckheim

“O momento da morte é o mais elevado momento da vida.”
                                                                                        Jean Yves Leloup
“São mais vastos os espaços interiores a serem navegados, do que os espaços exteriores onde os homens poderão um dia lançar suas naves espaciais.”
            
                                                                                             Collins
Homem Moderno

Nasce sem seu conhecimento, morre sem a sua permissão, é escravo das circunstâncias externas.
Homem Moderno
• Não tem consciência de sua natureza total.
• Não tem consciência do universo como um todo.
• Carece da consciência de Deus.

Condicionamento Básico
• A ignorância da nossa verdadeira natureza.
• Perdemos o sentido da origem divina.
• Perdemos nossa consciência de onipresença.
• Perdemos nossa onipotência original.
4 Grandes Ilusões
• Ilusão de identificação com o corpo.
• Ilusão de identificação com os processos de morte – emoção.
• Ilusão de identificação com o ego.
• Ilusão da separatividade.
Psicologia Transpessoal
• Trabalha com a teoria holográfica da mente.
• Somos um reflexo, confluência do passado, presente e futuro, das relações com o mundo todo.
Visão Transpessoal
• Há uma unidade subjacente a toda humanidade e ao mundo material.
• Todas as atividades manifestadas são interconectadas.
• A realidade é percebida de acordo com o nível de consciência da pessoa.
Espaço
• Vivemos num universo multidimensional.
• Existem infinitas dimensões para o espaço vazio.
• Espaço vazio é cheio de energia potencial.
Energia  X  Matéria
Toda matéria e energia são formas  cristalizadas de amor.
Estamos tão longe de conhecer todos os agentes da natureza e suas diversas maneiras de atuar, que não seria filosófico negar os fenômenos unicamente porque são inexplicáveis no estado atual dos nossos conhecimentos. Devemos, porém, examina-los com atenção. Tanto mais escrupulosa quanto mais difícil pareça admiti-los.

Código Holográfico

Mantém a estrutura do universo.
• Toda evolução é informação unificada e nós somos isso.
• Somos o próprio Universo que é capaz de olhar para si mesmo e manifestar a autoconsciência.
Teoria Holoinformacional
• Holomovimento
• David Bohn – ordem implícita – realidade primária.
• Ordem explícita – matéria, vida e consciência.
• O mundo é movimento, interação, criação, nada existe de novo, apenas formas de dimensionar o velho, criando assim o novo.
Matéria, Vida e Consciência
São uma unidade indivisível,  com processos instantâneos informacionais, interagidos por meio de reações não locais holísticas internas e também instantaneamente por meio de relações externas locais mecanicistas.

GROF
• A consciência é um fato primordial da existência e tudo provém dela. Esta abordagem permite compreender a informação como princípio unificador (consciência), que conecta o universo e a totalidade do espaço tempo.
• O mundo físico e o mundo vivo, são geométricos e interagem, formando a realidade dinâmica, mutável e impermanente.
GROF
• Tudo é interação de forças, de campo de energia.
• Tudo são probabilidades infindáveis, infinitas, criatividades sem fim.
Princípio Antrópico
Diz que as leis da natureza devem permitir a existência de seres inteligentes que possam perguntar sobre as leis da natureza.
Matéria  – Vida – Consciência
• Equação de David Bohn.
• Existe uma informação no universo que julga tudo e guia tudo, qualquer partícula no universo.
• Psicologia Transpessoal – teoria holoinformacional da consciência.
FRITJOF CAPRA
“A espiritualidade é o modo de consciência no qual nos sentimos conectados com o cosmo como um todo.”
Os mistérios da vida são insondáveis. Podemos entender partes de um todo incomensurável.
Tudo é perfeito, é geométrico, preciso na imprecisão.
O mundo é movimento, mudança, interação, criação interna.
Energia
• Não é mais que a superfície de um imenso oceano de espiritualidade viva.
• O que os cientistas chamam energia, para os místicos chama-se espírito e consciência.
A Alma está em Constante Mudança
Espírito significa vida e vida significa mudança.

Espiritualidade
“A espiritualidade não é monopólio das religiões  nem dos caminhos espirituais codificados. A espiritualidade é uma dimensão de cada ser humano.”

Espiritualidade
“Essa dimensão espiritual que cada um de nós tem se revela pela capacidade de diálogo consigo mesmo e com o próprio coração, se traduz pelo amor, pela sensibilidade, pela compaixão, pela escuta do outro, pela responsabilidade e pelo cuidado como atitude fundamental.”
                                                                                         Leonardo Boff
“Espiritualidade é aquilo que produz no ser humano uma transformação.”
                                                                                               Dali Lama

LEONARDO BOFF
• Espiritualidade tem a ver com experiência e não com doutrina ou dogma.
• A espiritualidade vive da gratuidade e da disponibilidade, vive da capacidade de enternecimento e de compaixão, vive da honradez em face à realidade e da escuta da mensagem que vem permanentemente desta realidade.
• Quebra a relação de posse das coisas para estabelecer uma relação de comunhão com as coisas. Mais do que usar, contempla.

LEONARDO BOFF
• Há dentro de nós uma chama sagrada coberta pelas cinzas do consumismo, da busca de bens materiais, de uma vida distraída das coisas essenciais. É preciso remover tais cinzas e despertas a chama sagrada. E então irradiaremos, seremos como um sol.

Psicologia Transpessoal
• O aspecto energético do espírito vem sendo levantado por este novo ramo da psicologia.
• Falar em energia espiritual corresponde a identificar o espírito com a energia em geral. Isto implica num conceito unitário da energia.
Paralelo
Entre as idéias de David Bohn e o Budismo – ambos nascem de uma visão de totalidade.
Descoberta do Budismo
A vida e a morte estão na mente e em nenhum outro lugar.
Ensinamentos Budistas
Oportunidade de aprender e usar a força da mente para ter controle sobre a vida e a morte.
Verdade Relativa
Do dia em que nascemos até o dia em que morremos, nossa experiência de vida é uma verdade relativa em constante mudança, que consideramos bastante real.

Verdade Relativa
Todo sofrimento vem na verdade do fato de não conhecermos nossa verdadeira natureza e do apego e aversão, que são subprodutos da nossa ignorância.
Realidade
O critério que podemos utilizar para compreender a verdade é a permanência. Se algo é permanente, é verdadeiro. Se é impermanente, não é verdadeiro, pois vai desaparecer. Em breve será apenas uma lembrança.
Livro Tibetano dos Mortos
• Desperta a prática espiritual.
• Encoraja a abandonar o apego.
• Não ceder ao desejo ou a raiva.
• Cultiva a bondade.
• Nem mesmo pensar em ações negativas.
No Momento da Morte
Duas coisas que contam:
• O que fizemos em nossa vida.
• OP estado em que nossa mente se encontra.
No Momento da Morte
• Livre-se do apego e da aversão.
• Mantenha pura sua mente.
• Uma sua mente com o Buda.
• O último pensamento ou emoção que temos antes de morrer tem um efeito determinante e extremamente poderoso no nosso futuro imediato.

Práticas para o Momento da Morte
• Livro tibetano dos mortos.
• Ritual dos enfermos.
• Sons sagrados.
• Prática de Phowa – transferência da consciência.
Processo da Morte
Dormição  – Católicos
Propicia a possibilidade de abrir a porta do corpo mortal para ter acesso ao jardim da alma.

Dormição 7 Estágios
1. Compaixão – abertura do coração que torna a pessoa capaz de escutar, sem angústia, as angústias dos outros.
2. Invocação ou Evocação – visualizar ou dizer um nome que represente um arquétipo de plenitude e de paz.
3. Unção com  óleo sagrado.
4. Escuta – confissão.
5. Perdão – vá em paz.
6. Comunhão.
7. Contemplação – escuta de cânticos ou músicas sagradas.

A Vida
Nossos relacionamentos uns com os outros, são como o encontro casual de dois estranhos num estacionamento. Um olha para o outro e sorri. Isso é tudo o que se passa entre eles.  Vão embora e nunca mais tornam a se ver. É isso que é a vida – apenas um momento, um encontro, um passar. E então ela se vai. Se você compreende isso, não há tempo para brigas, não há tempo para discussões, não há tempo para nos machucarmos uns aos outros.
Ensinamentos Budistas
• A morte é um lembrete poderoso para usarmos bem a vida.
• “É minha aspiração toda influência positiva a que estes ensinamentos possam ter sobre a mente de vocês. Expandam-se como ondas puras de compaixão em direção a todos os outros seres.”
                                                                                 Chagdun T. Rinpoche

Morte de Buda
“É da natureza das coisas tomar formas para dissolvê-las depois. Empenhe-se com todo o seu ser para alcançar a perfeição.”
                                                                                                             Buda
Ensinamentos Budistas
• Compreensão do processo da morte e das dificuldades que ele envolve é um incentivo para preparar para a morte.
• A natureza da vida é como a de um sonho.
• A vida irá inevitavelmente mudar.
• Ela nada mais é que um sonho se transformando em outros.
“Ver o mundo num grão de areia e o céu numa flor silvestre, ter o infinito na palma das mãos e toda eternidade numa hora.”
                                                                                                          Blake

Conclusão

“A busca da liberdade...
Liberdade de voar até aquele infinito lá fora, para se dissolver, para descolar, para ser como a chama de uma vela que, mesmo diante da luz de um bilhão de estrelas permanece intacta porque jamais pretendeu ser mais do que é, uma simples vela.”
                                                                                               Dom Juan


GISLAINE MARIA D’ASSUMPÇÃO
PSICÓLOGA TRANSPESSOAL - TANATÓLOGA

    http://www.gislainedassumpcao.psc.br/site/index.php                                                                 

Postagens mais visitadas deste blog

MEDICINA VIBRACIONAL - A SAÚDE E O ADOECER HUMANO SOB A ÓPTICA DA FÍSICA QUÂNTICA

"Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos! Nossas células são constantemente modificadas pelos nossos pensamentos. Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortifica-lo tremendamente"
Dr. Deepak Chopra

MEDICINA VIBRACIONAL - A SAÚDE E O ADOECER HUMANO SOB A ÓPTICA DA FÍSICA QUÂNTICA
"No mundo da medicina vibracional, a doença é causada não apenas por germes, substâncias químicas e traumas físicos, mas também por disfunções crônicas dos padrões de energia emocional e pelos maus hábitos de relacionamento da pessoa consigo mesma e com os outros. O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças, mas sim diferentes formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente” (Richard Gerber - Medicina Vibracional: Uma medicina para o Futuro).

Medicina vibracional é um conceito e suge…

10 ESTUDOS CIENTÍFICOS DEMONSTRAM QUE A CONSCIÊNCIA PODE ALTERAR O MUNDO FÍSICO

10 Estudos Científicos Demonstram que a Consciência Pode Alterar o Mundo FísicoNicola Tesla foi quem disse melhor, “o dia em que a ciência começar a estudar os fenômenos não-físicos, vai fazer mais progresso numa década do que em todos os séculos anteriores da sua existência. Para compreender a verdadeira natureza do universo, deve-se pensar em termos de energia, frequência e vibração.” Swami Vivekananda era o mentor de Tesla, um monge hindu indiano e o principal discípulo santo Ramakrishna do século 19. A ciência funciona melhor quando em harmonia com a natureza. Se colocarmos os dois juntos, podemos descobrir grandes tecnologias que só podem acontecer quando a consciência do planeta está pronta para abraçá-los, como a energia livre. A intenção de apresentar esta informação é para demonstrar que os pensamentos, intenções, oração e outras unidades de consciência podem influenciar diretamente o nosso mundo físico. A consciência pode ser um grande factor na criação de mudanças no planeta.

CORPO HUMANO: UMA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA

CORPO HUMANO: UMA PROJEÇÃO DA CONSCIÊNCIA
Um dos princípios fundamentais da física quântica é que nossos pensamentos determinam a realidade. No início de 1900 isto foi provado sem sombra de dúvida com uma experiência chamada de dupla fenda. Eles descobriram que o fator determinante do comportamento da energia (“partículas”) no nível quântico é a consciência do observador.

Por exemplo: os elétrons nas mesmas condições, às vezes agem como partículas e em outras vezes agem como ondas (energia sem forma), porque são completamente dependentes do que o observador espera que aconteça. Seja o que for que o observador acredita que ocorrerá é que o campo quântico fará.
O mundo quântico está esperando por nós para tomar uma decisão para que ele saiba como se comportar. É por isso que os físicos quânticos têm dificuldades em lidar com os experimentos para explicar e definir o mundo quântico. Somos verdadeiramente em todos os sentidos da palavra, mestres criadores, porque nós decidimos o que vai se m…