GREGG BRADEN : CIÊNCIA E ESPIRITUALIDADE




Gregg Braden, desenhista de sistemas de computação aeroespaciais e geólogo chefe da Phillips Petroleum, é um cientista conhecido hoje por unir o mundo da ciência e o mundo espiritual, vale a pena ler o que ele diz!

Você sabe que hoje a ciência já provou através da física quântica que somos energia e que estamos todos conectados através de nossa vibração?

Deus é puro amor, é energia e por ser energia, não morre, não desaparece, é imortal e está em todos os lugares.

E como somos a imagem e semelhança de Deus, sabemos que somos energia e hoje podemos provar isso.

Somos seres espirituais e não seres feitos de matéria (e somos eternos).


Durante muito tempo achava-se que a menor partícula de uma célula, o átomo era feito de matéria.

Depois descobriram que na verdade a maior parte de um átomo é vácuo, então achava-se que o núcleo que é muito pequeno seria material.

Esta idéia caiu por terra quando através do uso de microscópios eletrônicos muito potentes verificou-se que o núcleo de um átomo é apenas uma energia condensada, não é matéria.

Mas se tudo o que existe no mundo “material” é feito de um conjunto de células, estas são feitas de átomos e se um átomo de qualquer coisa não é material, então...

No nível microscópio, nada é material, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada.

Vivemos num universo de vibração e nossos corpos são feitos a partir da vibração da energia que emanamos constantemente.

 
O que você pensa sobre o seu corpo e a sua saúde???

O Código de Isaías

Apesar de pouco conhecido ainda, a descoberta do Grande Código Isaías nas cavernas do Mar Morto, em 1946, revelou as chaves sobre o nosso papel na criação.

Entre estas chaves encontram-se as instruções de um modelo “perdido” de oração, que a ciência quântica moderna sugere que tenha o poder de curar nossos corpos, trazer paz duradoura a nosso mundo e, talvez, prevenir as grandes tragédias que poderia enfrentar a humanidade.

“Com as palavras de seu tempo, os Essênios nos lembram que toda a oração já foi atendida por Deus.”

Qualquer resultado que possamos imaginar e cada possibilidade que sejamos capazes de conceber, é um aspecto da criação que já foi criado e existe no presente como um estado “adormecido” de possibilidade.

A física quântica já foi apelidada de Física das Possibilidades, por nos dizer que tudo o que imaginamos encontra-se disponível como uma das possibilidades que vamos assimilar em nossas vidas, só devemos “atrair” a que desejamos através do pensamento.

CRIAR, ATRAIR OU ACESSAR?

A partir desta perspectiva, nossa oração baseada nos sentimentos deixa de ser “algo por obter” e se converte  em “acessar” o resultado  desejado, que já está criado no mundo vibracional (quântico, atômico) das infinitas possibilidades.

Ou seja, nada é impossível, quando temos um desejo sincero, este desejo torna-se parte das nossas possibilidades futuras no nível quântico e só precisamos sintonizá-lo.

Então já sabemos que a ciência atual consegue provar através da teoria quântica que pensamento é energia, que toda energia tem uma vibração e que a vibração cria o mundo material, nossos corpos e todo o restante ao nosso redor foi e continua sendo criado através das nossas mentes coletivas.

Também sabemos que a luz é uma fonte de energia, então...

A que estão conectadas as partículas de luz?

Gregg Braden diz que estamos sendo levados a aceitar a possibilidade de que existe um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo.

 

EXPERIMENTO   1

1. Neste experimento foi recolhida uma amostra de leucócitos (glóbulos brancos) de vários doadores.

Estas amostras foram colocadas em uma sala com um equipamento de medição das alterações elétricas.

Neste experimento o doador era colocado em outra sala e submetido a "estímulos emocionais“ provocados por vídeos que lhe causavam emoções.

O DNA era colocado em um lugar diferente do doador, mas no mesmo prédio.

O doador e seu DNA eram monitorados e quando o doador mostrava alterações emocionais (medidas em ondas elétricas) o DNA visualizado através de microscópios MUITO potentes expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS E SIMULTÂNEAS.

Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.


O objetivo era saber a que distância poderiam estar separados o doador do seu DNA para que o efeito continuasse a ser observado.

Pararam de fazer provas quando chegaram a uma distância de mais de 80 quilômetros entre o DNA e seu doador, e continuaram obtendo o MESMO resultado.

Sem diferença e sem atraso de transmissão.

O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo.

Mas o que isto significa?

Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem através de uma forma de energia não reconhecida com antecipação.

Esta energia não é afetada nem pela distância nem pelo tempo.

Não é uma forma de energia localizada, mas uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo. 

Postagens mais visitadas