Pular para o conteúdo principal

O BIZARRO MUNDO QUÂNTICO

Dupla fenda

Se você iluminar com uma luz brilhante um pedaço de cartolina com um pequeno orifício (furo de um alfinete, por exemplo) a luz sofrerá difração e aquele pequeno furo será como uma pequena fonte de luz. Agora coloque um outro pedaço de cartolina com dois pequenos furos no caminho da luz que emana do primeiro furo. Finalmente coloque um terceiro pedaço de cartolina branco sem furos, para servir de tela. Faça tudo isso em uma sala escurecida e você perceberá que na tela se formará um típico padrão de interferência.
Esse experimento é conhecido como “a fenda dupla” e foi concebido por Thomas Young com o propósito de mostrar o comportamento ondulatório da luz. Realmente, a luz deveria ser uma onda e não uma partícula como queria o inoxidável Isaac Newton.
Em uma outra ocasião irei mostrar também que o triunfo da teoria ondulatória da luz conquistado por Young durou pouco. O efeito fotoelétrico colocou o modelo ondulatório em xeque.
Em um sistema quântico, você nunca pode ter certeza do resultado de um experimento. O máximo que podemos fazer é calcular as probabilidades de obtermos um ou outro resultado. Hoje em dia conseguimos facilmente lançar elétrons de um em um, com a frequência que desejarmos. Quando um único elétron se depara com os dois orifícios - contanto que ninguém “olhe” pra ele - padrões de interferência insistem em se formar na tela do experimento. O elétron parece passar pelos dois orifícios ao mesmo tempo, e ainda ao emergir do outro lado dos orifícios, ele interfere consigo mesmo! Formando assim o padrão observado.
Algo mais estranho ainda acontece quando alguém resolve bisbilhotar e tenta descobrir por qual das fendas o elétron passa: o elétron resolve esconder o jogo e simplesmente deixa de se comportar como uma onda e volta a ser a partícula que Sr. Isaac Newton imaginara. Os detectores de elétrons que você instalou detectam que a metade deles passou por um dos orifícios e a outra metade pelo outro e o padrão de interferência desaparece. De alguma forma, o ato de observar, com qualquer instrumento de medição, interfere no sistema e ele passa a agir diferente.


Postagens mais visitadas deste blog

MEDICINA VIBRACIONAL OU MEDICINA QUÂNTICA

Medicina Vibracional ou Medicina Quântica"No mundo da medicina vibracional, a doença é causada não apenas por germes, substâncias químicas e traumas físicos, mas também por disfunções crônicas dos padrões de energia emocional e pelos maus hábitos de relacionamento da pessoa consigo mesma e com os outros. O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças, mas sim diferentes formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente” (Richard Gerber - Medicina Vibracional: Uma medicina para o Futuro).

Medicina vibracional é um conceito e sugere que devemos estudar os fenômenos biológicos sob a ótica da física quântica. Atua no nível “vibracional” e assim trata os desequilíbrios antes que eles se tornem doenças instaladas além de ajudar a controlar problemas crônicos e de difícil solução. 

Leva em conta o fato de que somos feitos não apenas do corpo físico, mas de corpos energéticos sobrepostos a este. …

NÚMEROS QUE CURAM - OS CÓDIGOS DE GRABOVOI

NÚMEROS QUE CURAM - Códigos de Grabovoi
AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS DE CURA Lei da Atração
Em “Números que curam” Grigori Grabovoi reúne mais de mil doenças, e a cada uma é atribuído um número de 7, 8 ou 9 dígitos. Ao se concentrar em uma dessas sequências numéricas, a cura começa. Como algo tão simples pode ser tão eficaz?
A doença é um desvio por parte do organismo e cura supõe o retorno ao natural. Os números geram vibrações que podem ajudar o corpo a tomar o caminho de volta à normalidade.
A base do sistema é formada pelas sequências de números de sete dígitos. Para problemas mais específicos podem ser usados oito e nove dígitos.
A concentração no número ou números apropriados deve ser realizada pelo próprio paciente. Quando não tem um diagnóstico específico deve se concentrar na sequência numérica do capítulo que inclui doenças do mesmo tipo.
A concentração pode ser feita em qualquer momento e só pode ser realizada pelo paciente. Este, pode ver, imaginar ou escrever o número em questão, ou u…

ACUPUNTURA QUÂNTICA - CRISTAIS RADIÔNICOS

Fruto de 7 anos de pesquisas, os Cristais Radiônicos já são uma realidade entre nós. Nascido pelas mãos do engenheiro acupunturista Raul Breves. Estudioso de acupuntura desde 1980, professor especializado em diagnósticos eletrônicos no CEATA e escritor de 5 livros, era mais do que esperado que surgissem novos frutos de alguém tão dedicado a decifrar essa arte milenar. “Eles nasceram em 2008 quando tentei gravar em pequenos cristais auriculares o mesmo programa mental que utilizava em minhas sessões de acupuntura tradicional via radiônica - conta ele.

- De resto foi aprender a trabalhar com essa nova realidade. A minha primeira descoberta foi no aspecto de amenizar dores. Nunca tive tanto sucesso para processos álgicos. - Mas o mais surpreendente foi descobrir a atuação dos mesmos em questões psíquicas. Eles são extremamente poderosos para amenizar depressões, ansiedades, medos, preocupações... e em menos de 1 minuto!"  Diz Dr. Raul Breves, criador dos Cristais Radiônicos.


Os Cri…